Translate

O que procura?

Adwords 1

Últimas Notícias

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Convertido por um ateu

Excelente, muito bom, seja bem vindo o artigo escrito pelo jornalista, escritor e teólogo Maurício Zágari.O artigo se chama: "Aprenda a Evangelizar com um ateu.Já no final do artigo Maurício Diz:

É preciso que um ateu nos explique os motivos pelos quais devemos compartilhar o Evangelho com quem não conhece Jesus? Será que nosso amor pelos outros é grande o suficiente a ponto de nos mexermos para criar uma oportunidade para que todos com quem conseguirmos ter contato conheçam Jesus e recebam a vida eterna? Ou somos tão indiferentes assim que não sentimos qualquer compulsão de compartilhar as verdades que os salvarão da morte eterna?

Da redação

Portal Cristão News


Veja artigo completo aqui:


Aprenda a evangelizar com um ateu


O conhecido mágico ateu Penn Jillette postou um vídeo na Internet em que conta como foi seu encontro com um cristão que, depois de uma de suas apresentações, o presenteou com uma Bíblia. Ele revelou uma perspectiva inesperada e positiva acerca desse encontro. Penn passou um bom tempo explicando que o tal servo de Deus não era esquisito, excêntrico ou algum tipo de fanático, mas um empresário comum e uma pessoa genuinamente “boa”, respeitoso e elogioso a respeito de sua apresentação. O mágico conta  como o homem chegou até ele, lhe entregou uma Bíblia e disse: “Escrevi uma dedicatória e gostaria que você ficasse com esta Bíblia. Estou meio que te evangelizando”.
Em sua reflexão no vídeo, Penn faz uma pergunta: “Se alguém acredita que há Céu e Inferno e, ainda assim, acha que não vale a pena falar às pessoas sobre o que sabe, com medo de pegar mal, essa pessoa deveria ser odiada por não evangelizar. Afinal, ela crê que a vida eterna é possível e não revela isso a ninguém!”. Penn usa então uma analogia: “Se eu cresse que um caminhão estivesse vindo em sua direção, mas você não… chegaria um momento em que correria ao seu encontro e o puxaria para longe do perigo”.
O ateu encerra o vídeo dizendo: “Aquele homem de fato era uma boa pessoa. Era educado, honesto e mentalmente são, preocupou-se comigo o suficiente para me evangelizar e me entregar uma Bíblia, onde escreveu uma dedicatória, além de cinco números de telefone e um e-mail para eu contactá-lo se quisesse. Sei que não existe Deus algum e um homem educado, que vive sua vida de modo correto, não vai mudar isso. Mas posso assegurar que aquele homem era muito, muito bom”.
É preciso que um ateu nos explique os motivos pelos quais devemos compartilhar o Evangelho com quem não conhece Jesus? Será que nosso amor pelos outros é grande o suficiente a ponto de nos mexermos para criar uma oportunidade para que todos com quem conseguirmos ter contato conheçam Jesus e recebam a vida eterna? Ou somos tão indiferentes assim que não sentimos qualquer compulsão de compartilhar as verdades que os salvarão da morte eterna?
Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício
Fonte: Gospel mais

Nenhum comentário: