Translate

O que procura?

Adwords 1

Últimas Notícias

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Nobel de Medicina revoluciona: jejum trás vida longa!

Não é novidade para nós cristãos que o jejum praticado por Jesus e servos de Deus relatados nas Sagradas Escrituras, trás e trouxe benefícios espirituais e materiais para os mesmos e como hoje muitos de nós praticamos, sabemos que somos beneficiados também! Não vamos nos atentar a que tipo de jejum podemos fazer ou que eles fizeram e quais as causas e consequências que o jejum trás, deixo algumas bases bíblicas na prática dos mesmos para uma melhor pesquisa, leiam  Atos 13:4; 14:23, o livro de Ester todo, Lucas 2:37; 5:33, Mateus 17:21.

Foto: observatório da longevidade
www.olhe.org.br
Certos de que a prática do Jejum - não só Jejum, mas também oração - nos trás algo excelente, lucrativo e benéfico na área não só espiritual e também material e de que isso para nós não nos trás dúvida e nem é novidade, o motivo desta noticia é alinhar o que já conhecemos com o fato e experimento empírico promovido pelos homens da ciência! Explico: Saiu no Uol há um tempo atrás uma matéria que foi intitulada: Jejum faz suas células se comerem e isso te renova! O estudo foi desenvolvido pelo biólogo japonês Yoshinori Ohsumi ganhador do Nobel de Medicina em 2016 por seu reconhecido trabalho na área da autofagia.

Vejam que coisa interessante: sabemos que a boa alimentação, equilibrada, rica em nutrientes é fundamental para uma boa saúde, porém, segundo o doutor Yoshinori Ohsumi, o Jejum provoca a chamada autofagia (substantivo feminino: ato de o homem ou animal nutrir-se da própria carne e bio: processo de autodestruição da célula) que é um mecanismo importante de autolimpeza que existe em todas as células de nosso corpo. Os genes que regulam essa reciclagem de organelas velhas ou malformadas, foram identificados por Yoshinori Ohsumi, foto abaixo.

O processo funciona assim: como nosso organismo acumula componentes danificados que está associado a morte das células e ao desenvolvimento de doenças, o jejum ativa a autofagia que faz com que à célula para sobreviver passe a "comer" partes internas, degradando tudo o que tem de ruim. Quanto mais o mecanismo funciona, maior a faxina interna, que é um tipo uma reciclagem celular.

O jejum induz a autofagia, isso é sabido. Também sabemos que a autofagia induz a longevidade. A busca agora é entender a conexão entre a autofagia ativada pelo jejum e a longevidade das células", conclui o artigo citado.

Que nossos jejuns, alinhados aos benefícios espirituais e físicos, ao sacrifício, aos propósitos de fé e aproximação ao nosso Deus etc. sejam presenteados com edificante e bem vinda notícia que vem a nos fortalecer mais e mais.

Com informações de UOL


Da redação Portal Cristão News


Paulo César Cândido












Nenhum comentário: