quarta-feira, 6 de abril de 2011

Novos parlamentares da frente evangélica debatem o desarquivamento da PL 122

"Nenhum segmento tem o direito de censurar a já tão conquistada liberdade de expressão" acentuou Malta

25/02/2011

Senador Magno Malta falou das ameaças que podem desestruturar a família brasileira

Durante café da manhã, em Brasília, sessenta parlamentares evangélicos, inclusive os que estão estreando no Congresso Nacional, debateram sobre o desarquivamento da PL 122, chamada de Lei Contra a Homofobia. O senador Magno Malta (PR/ES) enfatizou que todos cristãos devem lutar contra as drogas, pedofilia e os desvios de conduta que colocam em risco os valores morais e éticos da coletividade.
 
Projeto de lei 122/2006 gera muita polêmica e divide as opiniões, principalmente entre os cristãos que a enxergam como uma ameaça a liberdade de expressão impedindo que seja pregado o que a Bíblia e outras doutrinas religiosas orientam sobre o homossexualismo. O PL 122 foi arquivado no dia 2 de janeiro pelo regimento do Senado, que obriga o arquivamento de todo projeto de lei que já tramite por oito anos sem ter sido votado em plenário.

Ao iniciar a nova legislatura, o tema polêmico volta a movimentar o Congresso Nacional. A Frente Evangélica pretende esclarecer os novos parlamentares da tendência do projeto que fere os princípios cristãos e dos bons costumes. O deputado federal, João Campos (PSDB/GO) pediu aos novos colegas que façam uma profunda reflexão e conheçam bem os pontos da PL 122 que deixam brecha para criar um império de desigualdade e favorecimento para um segmento que tem práticas questionáveis.

O senador Magno Malta disse que não descrimina homossexuais, mas acha que a PL 122 afronta princípios que ajudam na formação do cidadão. “Nenhum segmento tem o direito de censurar a já conquistada liberdade de expressão. Eu combato às drogas e luto contra a pedofilia. É meu dever de homem público legislar para todos, sem favorecimento para qualquer setor”, acentuou Malta.

O senador Marcelo Crivela (PRB/RJ) abriu a reunião com uma oração. Ele chega ao Senado Federal e já é conhecido no país pela luta contra a PL 122. “Não podemos deixar nenhum setor da sociedade alterar texto da bíblia por conveniência. É um crime contra a liberdade religiosa e de expressão. Além disso, o projeto traz no seu bojo privilégios que nem idosos e deficientes tem no Brasil”, confirmou senador Crivela.

Fato marcante da reunião da Frente Evangélica foi a presença maciça de todos os evangélicos estreantes no Congresso Nacional. “Foi uma benção reunir os irmãos neste início de legislatura começando uma nova fase com mais integração e força em Deus para que possamos trilhar unidos pelo caminho certo.” Finalizou Magno Malta.
 
Fonte: Assessoria de Imprensa - Magno Malta
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário: