Translate

O que procura?

Adwords 1

Últimas Notícias

sexta-feira, 22 de março de 2013

Evangélicos se mobilizam para manifestação em defesa da fé em Brasília: 'queremos impactar o Brasil com amor'


Diversas polêmicas surgiram envolvendo evangélicos e outros grupos da sociedade, destacadamente os defensores da causa LGBT e opositores de Marco Feliciano, depois do deputado evangélico assumir a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara (CDHM). Em meio a diversos ataques, agressões e críticas apontadas na mídia contra os evangélicos, diversos líderes do setor iniciaram uma mobilização em prol da fé evangélica. O ato deve acontecer na próxima terça-feira, 26 de março, em Brasília na frente da Câmara dos Deputados.

A convocação está sendo feita pelo Twitter pelo ministério Geração Graça e Paz, através do projeto Gritos de AlertaO organizador do evento é o bispo Roberto Torrecilhas, disse em um email ao The Christian Post, que a fé cristã é alvo constante “de ataques por parte da esquerda brasileira”. Segundo ele, o objetivo é desestabilizar a fé evangélica. “Esses ataques orquestrados por pessoas que estão usando o movimento gay para nos atacar”, explicou o bispo Roberto ao CP.
“Nos chamam de violentos, mas mostre uma única vez onde um cristão praticante atacou ou foi violento contra um gay ou um afro descendente”, desafiou ele sobre o evento da próxima semana.
Roberto Torrecilhas falou ainda que os esquerditas brasileiros querem trazer desunião para o povo evangélico. “A esquerda, sabedora que os cristãos evangélicos caminham para a maioridade, tenta trazer ao nosso meio essa desunião, impedindo nosso crescimento. Esse movimento que iniciamos, é para mostrar que a igreja de Jesus caminha unida, embora com diferentes correntes teológicas, nossa Bíblia é a palavra de Deus, e deve ser respeitada”.
"A poucos dias fomos atacados por falas oriundas de deputados, que chegaram ao ponto de chamar nossa Bíblia de mito, com textos alegóricos, bem como um dos líderes do movimento gay dizendo que se preciso for, pegaria em armas para colocar em prática suas ideologias de defesa", denunciou ele no email.
Torrecilhas não cita nomes. Entretanto, ele parece referir-se às declarações do deputado Jean Wyllys que chamou a Bíblia de “mito” e “texto alegórico”, como aparece em um vídeo divulgado pela Fórum Evangélico Nacional de Ação social e Política (FENASP) e a um líder do movimento gay que disse que se for preciso, pegará em armas para colocar em práticas suas ideologias de defesa.
"Eu estou disposto a pegar em armas se preciso for, se se instalar uma teocracia no Brasil", disse Márcio Retamero durante o IX Seminário LGBT no Congresso Nacional.
“Isso é contra a fé cristã, e queremos com essa manifestação exigir do congresso nacional mais respeito, exigir nosso direito de liberdade religiosa, sem ser ofendidos e atacados por esses”, defendeu Roberto.
“Ficamos estarrecidos quando vimos um grupo de esquerdistas fazendo uma manifestação em frente às igrejas evangélicas, impedindo nosso direito de cultuarmos ao nosso Deus. O que fariam conosco se fizéssemos o mesmo em frente a um terreiro de umbanda ou em outro local de culto de outras religiões? Pode ter a certeza que partiriam para cima com violência, como fizeram contra cristãos em várias partes do Brasil”, disse sobre cultos que tiveram que ser cancelados no Brasil, após a eleição do deputado pastor Marco Feliciano para a Comissão de Direitos Humanos e Minorias.
Segundo o organizador, a expectativa é de que dois mil cristãos e simpatizantes tenham adesão ao evento e participem. Roberto informou que o grupo será recebido no anexo IV da Câmara dos Deputados pelo presidente da comissão de legislação participativa, deputado Lincoln Portela (PR-MG).
“Queremos que a sociedade brasileira veja que a igreja cristã, não é a igreja pintada pelos grupos de esquerda como a igreja do ódio, queremos impactar o Brasil com amor. Somos chamados para viver a diferença, e essa diferença se mostra em nossas atitudes, onde, mesmo vivendo em um país com diversas culturas e credos, a igreja evangélica abraça a todos com amor. Devemos mostrar que podemos nos manifestar sendo respeitosos para com as demais culturas brasileiras, pois Jesus é a verdade, e somos chamados a viver essa verdade”, finalizou o bispo Roberto Torrecilhas.

Nenhum comentário: