Translate

O que procura?

Adwords 1

Últimas Notícias

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Bomba!O feto com vida é tratado com um produto de 500g por grupo pró-aborto

Segundo notícia publicada no Gospel mais intitulada: 

"Nova plataforma para legalização do aborto volta ao senado e pretende vetar recebimento de verba pública para organizações que desempenham projetos sócias com princípios religiosos".



Diz a notícia: "No último dia 18 de agosto se reuniu em Brasília no Congresso Nacional a ‘Frente Nacional contra a Criminalização de Mulheres e pela Legalização do Aborto’ juntamente com outras ONG’s que promovem a legalização do aborto no Brasil. 


Diz mais a notícia do Gospel Mais que "no mesmo dia as senadoras Lídece da Mata (PT-BA), Ângela Portela (PT – RR) e Ana Rita (PT-ES) convocaram uma audiência pública, no ‘Auditório Petrônio Portela do Senado Federal’, para onde as representantes das organizações se dirigiram após. O tema da audiência conforme a convocação foi: ‘Debate sobre direitos sexuais e reprodutivos das mulheres’.


O novo documento apresentado tem como uma de suas pretensões vetar algumas ações de organizações religiosas tais como:

  • Manter a proposta elaborada pela Comissão Tripartite, instituída em 2005 pela secretária de políticas para as mulheres: Retirar a prática de aborto do código penal;
  • Impedir a participação das Organizações Religiosas na elaboração e controle social das políticas, e vetar o recebimento de verba pública destas, para ações sociais que tenham como base e orientação princípios religiosos;
  • Garantia de ‘orientação sexual nas escolas’ e impedimento da inserção do ensino religioso nas ‘Redes Públicas de Edução’.
Agora pasmem todos:

"A Plataforma afirma que o “aborto é apenas o resultado da interrupção da gravides até a 22ª semana de gestação e cujo produto pesa até 500 gramas”. 

Como é?

Será que é isso mesmo que eu estou lendo e escrevendo e será isso mesmo que você está lendo?Segundo os pró-aborto a vida inviolável é nada mais que um produto de 500 gramas?

Ignorando a ciência que diz que a vida humana tem início com a fecundação resultante da união de um espermatozóide masculino com um óvulo feminino os pró- aborto ainda tentam Impedir a participação das Organizações Religiosas na elaboração e controle social das políticas, e vetar o recebimento de verba pública destas, para ações sociais que tenham como base e orientação princípios religiosos.


A fonte desta situação na qual diz que o aborto é definido como a interrupção da gravidez até a 22a semana ou, se a idade gestacional for desconhecida, com o produto da concepção pesando menos de 500 gramas ou medindo menos de 16 cm encontra-se aqui.A questão é que o aborto aqui abordado é espontâneo a partir de sangramentos vaginais, não sangramentos institucionalizados e impostos.Sobre esta questão deixo este link de artigo de Júlio Severo para uma melhor leitura http://www.inf.furb.br/sias/sos/textos/parto_aborto.htm

Se eu me calar até as pedras falarão.

Da Redação Portal Cristão News

Paulo César Cândido


Nenhum comentário: