Translate

O que procura?

Adwords 1

Últimas Notícias

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Cristãos iraquianos: escapando da frigideira e caindo no fogo


Julio Severo
Quando os EUA invadiram o Iraque, milhares de cristãos fugiram para a Síria, pois a invasão americana agravou a perseguição muçulmana aos cristãos, com o governo dos EUA lavando as mãos.
Mas agora a Síria, que era refúgio para esses cristãos, encontra-se em guerra civil onde grupos islâmicos, especialmente os rebeldes sírios, estão massacrando os cristãos.
John Eibner, presidente da organização Solidariedade Cristã Internacional, recentemente voltou de uma viagem de ajuda ao Iraque e, mesmo sem saber o número exato de cristãos refugiados iraquianos que estão fugindo da Síria, apontou para um relatório preparado por um grupo especial da ONU que chegou à conclusão de que a guerra civil na Síria é em grande parte “religiosa” — que traduzindo significa que os muçulmanos estão usando a guerra para acabar com os cristãos.
“A guerra na Síria se tornou de natureza patentemente religiosa”, disse Eibner, citando do relatório da ONU.
Comunidades cristãs inteiras estão em perigo de serem expulsas da Síria ou de serem mortas, por causa do fanatismo muçulmano.
“Isso significa genocídio”, Eibner explicou, “de acordo com a Convenção de Genocídio de 1948”.
Eibner explicou que os cristãos iraquianos que fugiram do Iraque para escapar dos muçulmanos que estavam tentando matá-los agora enfrentam a mesma ameaça islâmica na Síria.
“Os iraquianos desalojados que encontramos no começo desta semana foram forçados pelo terrorismo islâmico a fugir do Iraque e encontraram refúgio na Síria, onde gozavam segurança e um padrão de vida melhor do que eles tinham no Iraque”, disse Eibner. “Mas agora eles estão vendo com os próprios olhos a violência religiosa na Síria que lembra o que eles viveram no Iraque no reinado de terror entre os anos de 2006 e 2008”
Os cristãos iraquianos que voltarem ao Iraque provavelmente enfrentarão contínua perseguição no Iraque predominantemente islâmico.
E os cristãos sírios não têm para onde correr de grupos islâmicos assassinos em grande parte financiados e apoiados pelo governo dos EUA. De acordo com o WND, “Numa ‘política secreta’ não tão secreta, o presidente Barack Obama está financiando os ‘rebeldes’ da Síria, tentando derrubar o governo de Bashar al-Assad. Esses rebeldes incluem terroristas da al-Qaida que têm lutado contra tropas americanas no Afeganistão e no Iraque”.
Os “rebeldes” sírios estão atacando igrejas cristãs e ordenando que os cristãos abandonem seus lares. Os cristãos estão sob pressão para se juntar à oposição e lutar contra al-Assad. Aqueles que não aceitam são usados como escudos humanos em ataques ao Exército e forças de segurança da Síria.
Enquanto o governo dos EUA luta para ter a supremacia no Oriente Médio, os cristãos estão se tornando vítimas inocentes das operações militares americanas. E ninguém no governo dos EUA parece dar a mínima.
Com informações de WND.
Fonte: Julio Severo

Nenhum comentário: